Blog Biossegurança | Cristófoli

Blog Biossegurança | Cristófoli

Blog Biossegurança | Cristófoli

Apresentação da Empresa Fundada em 1991, a Cristófoli Equipamentos de Biossegurança é empresa líder em vendas de autoclaves de mesa no mercado nacional, já fabricou mais de 240 mil autoclaves para o Brasil e para mais de 30 países para onde exporta parte de sua produção. Os equipamentos fabricados pela Cristófoli são altamente funcionais, combinando tecnologia, design e sistemas diferenciados para atender cada vez melhor os seus clientes. Administrada pela família Cristófoli, tem sua sede na Rodovia BR-158, nº 127, em Campo Mourão, Paraná, Brasil. Fabricante e importadora de produtos para a saúde, a empresa tem vários diferenciais que a fazem uma das melhores do Brasil. Visão Ser referência mundial na área de saúde por crescer com criatividade, lucratividade e respeito às pessoas. Missão "Desenvolver soluções inovadoras para proteger a vida e promover a saúde". Histórico A Cristófoli se destaca por sua criatividade e inovação que há mais de 20 anos ajuda a construir a nossa história com invenções e produtos revolucionários para proteger a vida e promover a saúde. Certificações A conquista de um certificado é a aprovação para um sistema de gestão baseado em normas internacionais. É uma moderna ferramenta de administração e marketing que atesta a eficiência da empresa em determinada área para seus acionistas, clientes e mercado. Entretanto, para que uma empresa possa ser certificada, primeiramente um sistema de gestão deve ser implantado. Um sistema de gestão normatizado é a ferramenta mais moderna que existe para administrar informações, processos e pessoas envolvidas com uma ou mais atividades da empresa visando aumentar efetivamente sua eficiência. Clique nos certificados para visualizá-los. CERTIFICAÇÃO ISO 13485:2004 TUV MINISTÉRIO DA SAÚDE: AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DA EMPRESA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO MOURÃO: ALVARÁ DE LICENÇA LICENÇA SANITÁRIA E DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL INSTITUTO AMBIENTAL DO PARANÁ: LICENÇA DE OPERAÇÃO CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - EMBALAGEM PARA ESTERILIZAÇÃO CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - EMBALAGEM PARA ESTERILIZAÇÃO - 10363350016 CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - AUTOCLAVES CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - CUBA DE ULTRASSOM Fundação Educere A Fundação Educere é um Centro de Pesquisas e Desenvolvimento na área de biotecnologia, cujo foco principal é a incubação de empresas a partir de um projeto social inovador que atua na formação de jovens com potencial empreendedor. A instituição fornece suporte para o desenvolvimento de novos negócios voltados para a difusão e transferência de tecnologia na área biomédica, e é referência em pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores e que agregam valor tecnológico, que estão presentes em todo o território nacional e em diversos países da América, Ásia e Europa. Visão Tornar Campo Mourão referência em pesquisa e desenvolvimento de produtos de saúde. Missão Descobrir e potencializar novos talentos para desenvolver um mundo melhor.

Câncer de Próstata – Histórico

Continuando nossa série de postagens do Novembro Azul, compartilharemos hoje um breve histórico da descoberta e primeiras formas de tratamento do Câncer de Próstata.

Câncer de Próstata - Histórico

História

A próstata foi descrita pela primeira vez pelo anatomista Niccolò Massa, em 1536 e teve sua primeira representação ilustrada pelo também anatomista Andreas Vesalius, em 1538. No entanto, o câncer de próstata só foi identificado em 1853, pelo cirurgião J. Adams. A princípio, foi considerado como uma doença rara, provavelmente por causa da baixa expectativa de vida daqueles diagnosticados com o mal e pela própria dificuldade de diagnóstico no século XIX.


Remoção cirúrgica

Nas primeiras tentativas de tratamento do câncer de próstata, eram feitas cirurgias para aliviar a obstrução urinária (já que um dos sintomas do câncer é o aumento da próstata, o que acarreta dificuldade em urinar). A remoção total da glândula (prostatectomia perineal radical) foi feita pela primeira vez em 1904, por Hugh H. Young, no Hospital Johns Hopkins, em Baltimore. Já a remoção cirúrgica dos testículos (orquiectomia) para tratar o câncer de próstata foi feita na década de 1890, mas a prática não obteve sucesso.

A RTUP (ressecção transuretral da próstata, ou seja, a retirada da glândula através da uretra), para aliviar os sintomas da obstrução urinária, substituiu a prostatectomia na metade do século XX; esse foi um grande avanço nas formas de tratamento do câncer, já que deixava entrever uma possibilidade de cura que permitisse preservar melhor a função erétil do pênis.

A chamada prostatectomia radical retropúbica (quando se retira a próstata e linfonodos por trás do osso púbico) foi desenvolvida em 1983 por Patrick Walsh e foi a primeira a garantir a manutenção da função erétil após a cirurgia.


Tratamento hormonal

Em 1941, Charles B. Huggins publicou estudos sobre o uso de estrógeno para combater a produção de testosterona em homens com câncer de próstata metastático (ou seja, aquele que se espalha para outras partes do corpo). Com a descoberta dessa forma de “castração química”, Huggins ganhou o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1966. Andrzej W. Schally e Roger Guillemin – também ganhadores do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina, em 1977 – descobriram o papel do Hormônio Liberador de Gonadotrofina (GnRH) na reprodução. O GnRH provoca a liberação, pela hipófise, dos hormônios que estimulam as funções das gônadas nos mamíferos. Os agonistas (substâncias que estimulam os receptores dos hormônios, imitando a ação desses hormônios) dos receptores de GnRH, como a leuprolida e a goserelina, foram mais tarde desenvolvidos e utilizados para o tratamento do câncer de próstata.

Radio e quimioterapia

O uso de radioterapia no tratamento do câncer de próstata começou a ser desenvolvido no início do século XX. Inicialmente, consistia em implantes da substância conhecida como Rádio dentro da próstata. A radioterapia de feixe externo (em que a radiação é dirigida ao local do tumor externamente) se tornou mais popular conforme a disponibilidade de fontes de radiação mais fortes (raios X) aumentou. Já a Braquiterapia foi descrita pela primeira vez em 1983. Essa forma de tratamento consiste em inserir a fonte de radiação dentro ou junto à área afetada pelo tumor. Isso diminui a exposição de tecidos saudáveis à radiação, afetando de uma forma menos agressiva o paciente. A quimioterapia, por sua vez, começou a ser estudada para esse fim na década de 1970, utilizando-se inicialmente a ciclofosfamida e o 5-fluorouracil. Em um curto espaço de tempo, diversos outros medicamentos e combinações passaram a ser utilizados.

 PODCASTS SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA- ACESSO

Câncer de Próstata_Video

O Câncer de Próstata é o tumor maligno sólido mais frequente no homem, resultado do crescimento desordenado de células. Pode estar alojado exclusivamente na próstata ou, ao longo do tempo, se espalhar para outros órgãos.
Infelizmente, conforme atesta o Dr. Dante Sica, o preconceito relacionado aos exames ainda é a maior barreira para o diagnóstico precoce.

Para saber mais sobre o assunto – Câncer de próstata veja também:

Harvard University

Sociedade Brasileira de Urologia ( para público em geral)

INCA ( Instituto Nacional do Câncer)

Previna-se e ajude a derrubar o preconceito sobre o exame de toque retal. É fundamental para a avaliação.

Liliana Junqueira de P. Donatelli e equipe do Blog da Biossegurança


Autor

Bióloga, Mestre em Saúde Coletiva, Coordenadora do Projeto Biossegurança em Odontologia, e mais recentemente do Projeto Biossegurança Beauty& Body Art, ambos patrocinados pela Cristófoli. Já ministrou mais de 500 palestras sobre o tema Biossegurança em Saúde e participa ativamente de entidades dedicadas ao Controle de Infecção em Saúde e Interesse à Saúde. É consultora em Biossegurança em Saúde da Cristófoli.

3 Comentários

  1. Pingback: Dia Mundial de Prevenção do Câncer de Próstata- Infográfico - Blog Biossegurança | Cristófoli

  2. Pingback: Câncer de Próstata - Mitos e Verdades com Dr. Aguinaldo Nardi - Blog Biossegurança | Cristófoli

  3. Pingback: Novembro Azul 2016 - Blog Biossegurança | Cristófoli

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.