Blog Biossegurança | Cristófoli

Blog Biossegurança | Cristófoli

Blog Biossegurança | Cristófoli

Apresentação da Empresa Fundada em 1991, a Cristófoli Equipamentos de Biossegurança é empresa líder em vendas de autoclaves de mesa no mercado nacional, já fabricou mais de 240 mil autoclaves para o Brasil e para mais de 30 países para onde exporta parte de sua produção. Os equipamentos fabricados pela Cristófoli são altamente funcionais, combinando tecnologia, design e sistemas diferenciados para atender cada vez melhor os seus clientes. Administrada pela família Cristófoli, tem sua sede na Rodovia BR-158, nº 127, em Campo Mourão, Paraná, Brasil. Fabricante e importadora de produtos para a saúde, a empresa tem vários diferenciais que a fazem uma das melhores do Brasil. Visão Ser referência mundial na área de saúde por crescer com criatividade, lucratividade e respeito às pessoas. Missão "Desenvolver soluções inovadoras para proteger a vida e promover a saúde". Histórico A Cristófoli se destaca por sua criatividade e inovação que há mais de 20 anos ajuda a construir a nossa história com invenções e produtos revolucionários para proteger a vida e promover a saúde. Certificações A conquista de um certificado é a aprovação para um sistema de gestão baseado em normas internacionais. É uma moderna ferramenta de administração e marketing que atesta a eficiência da empresa em determinada área para seus acionistas, clientes e mercado. Entretanto, para que uma empresa possa ser certificada, primeiramente um sistema de gestão deve ser implantado. Um sistema de gestão normatizado é a ferramenta mais moderna que existe para administrar informações, processos e pessoas envolvidas com uma ou mais atividades da empresa visando aumentar efetivamente sua eficiência. Clique nos certificados para visualizá-los. CERTIFICAÇÃO ISO 13485:2004 TUV MINISTÉRIO DA SAÚDE: AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DA EMPRESA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO MOURÃO: ALVARÁ DE LICENÇA LICENÇA SANITÁRIA E DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL INSTITUTO AMBIENTAL DO PARANÁ: LICENÇA DE OPERAÇÃO CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - EMBALAGEM PARA ESTERILIZAÇÃO CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - EMBALAGEM PARA ESTERILIZAÇÃO - 10363350016 CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - AUTOCLAVES CERTIFICADO DE REGISTRO ANVISA - CUBA DE ULTRASSOM Fundação Educere A Fundação Educere é um Centro de Pesquisas e Desenvolvimento na área de biotecnologia, cujo foco principal é a incubação de empresas a partir de um projeto social inovador que atua na formação de jovens com potencial empreendedor. A instituição fornece suporte para o desenvolvimento de novos negócios voltados para a difusão e transferência de tecnologia na área biomédica, e é referência em pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores e que agregam valor tecnológico, que estão presentes em todo o território nacional e em diversos países da América, Ásia e Europa. Visão Tornar Campo Mourão referência em pesquisa e desenvolvimento de produtos de saúde. Missão Descobrir e potencializar novos talentos para desenvolver um mundo melhor.

Em meio a uma epidemia de Zika, Dengue e Chikungunya, ainda vem a gripe H1N1 de volta?

Isso mesmo! Já são mais de 40 óbitos pela gripe H1N1 em 2016-  número  três vezes maior que no ano passado.  É mais uma variante do vírus da “gripe suína” que  em 2009 colocou o Brasil e o mundo em alerta.  O H1N1 foi também o agente responsável pela famosa gripe espanhola que dizimou milhões no início do século passado.

Onda de gripe antecipada

As cepas de gripe se alternam e vão se modificando de uma temporada para outra e com elas as vacinas, que são atualizadas para ajudar na prevenção.

A diferença esse ano é que a gripe começou mais cedo o que fez o Ministério da Saúde antecipar a campanha anual de vacinação contra a doença. A intensa procura pela vacina na rede particular na cidade de São Paulo ocasionou filas enormes em alguns serviços e falta do produto em outros.

Os grupos mais afetados pela variante são as crianças e gestantes, além de todos as populações que tenham sua imunidade comprometida.

Mitos e Verdades sobre a Gripe H1N1

  • Tomei a vacina e fiquei gripado – MITO: A vacina é feita com partes do vírus incapazes de causar a doença. A faina não é 100% eficaz e alega um tempo para surtir efeito, como a gripe é muito comum nessa época é muito frequente que a pessoa fique doente (nem sempre gripe –  às vezes um resfriado ou outra virose) e associar com te recebido a vacina.
  • Precisa tomar a vacina todo ano – VERDADE : Como já foi dito a vacina é atualizada com a versão mais nova da gripe em circulação, por isso é necessário tomar a vacina todos os anos, em especial os grupo de risco.
  • Não tem vacina para toda população do Brasil – VERDADE: Por isso são priorizadas na rede pública as populações de maior risco de contrair a doenças e desenvolver sintomas mais graves.
  • A vacina não é 100% eficaz – VERDADE:A eficácia da vacina varia, mas maior que 85% quando tomada na época certa. Por isso vale a pena usá-la, mas tem que tomar todos os anos.
  • Pessoas que não fazem parte do grupo de risco não devem tomar a vacina: MITO. Cuidadores de idosos e profissionais de saúde devem também ser vacinados e muitas campanhas de vacinação contemplam esses profissionais como forma de proteger também o grupo de risco. Embora usualmente não desenvolvam as formas mais graves, podem transmitir a doença para os grupos de maior risco.
  • Os virus H1N1 são capazes de passar pelas máscaras cirúrgicas comuns:VERDADE. Ainda assim em algumas situações o seu uso é recomendado especialmente em casos de pacientes aguardando diagnóstico em salas de espera em pronto atendimento. Reduz a contaminação ambiente. Uso individual e descartável usada sobre o nariz e boca.
  • Os antigripais não tem efeito sobre a doença.VERDADE. Esse tipo de medicação tem efeito somente sobre os sintomas da doença e podem mascarar a gravidade do quadro.
  • Os antibióticos são a melhor opção para o tratamento da gripe. MITO. Os antibióticos não tem efeito contra a gripe. Existe um antiviral (Osetalmavir em estoque no Ministério da Saúde)  com ação comprovada, mas não esta à venda nas farmácias e somente deve ser reservado para o uso em casos graves sob a orientação de um médico.

Quais são os grupos beneficiados na campanha do Ministério da Saúde?

  • Crianças de seis meses até 5 anos
  • Idosos a partir dos 60 anos
  • Cardiopatas
  • Indivíduos com problemas pulmonares
  • Diabéticos
  • Indivíduos com AIDS
  • Renais Crônicos
  • Gestantes a partir do 3º mês ( e até 45 dias após o nascimento do bebê)
  • Profissionais de saúde
  • Contactantes com indivíduos de risco, para que estes não sejam transmissores da doença para seus familiares

Quem não pode tomar a vacina?

As poucas restrições são para os alérgicos a ovos e componentes da vacina. Na dúvida, pergunte sempre ao médico.

O quê você pode fazer para se prevenir contra a Gripe H1N1?

  • Vacine-se
  • Álcool Gel sempre ao alcance das mãos ( literalmente)
  • Higiene das mãos frequente
  • Não tocar olhos nariz e boca sem higienizar as mãos
  • Evitar contato com pessoas infectadas
  • Higiene da tosse
  • Ingerir água e manter-se bem hidratado e alimentado
  • Evitar esforços físicos exagerados
  • Se possível evitar comparecer a locais com grande aglomeração de pessoas

Cirurgiões-dentistas e a gripe – O que fazer para colaborar?

  • Vacinar a equipe: Como todo profissional da saúde, em primeiro lugar vacine-se e mostre a importância dessa atitude para toda a sua equipe.
  • Afastar profissionais infectados:Os profissionais diagnosticados com gripe devem ser afastados do trabalho
  • Paciente com gripe: Identificar pacientes com gripe e remarcar o horário. O melhor é no momento da confirmação da consulta.
  • Álcool Gel – Manter álcool gel na recepção e nos sanitários à disposição dos pacientes.
  • Ofereça água para os pacientes – Hidratação é prevenção
  • Informativos:  Se puder mantenha folhetos informativos para a prevenção da gripe

Cuide-se bem!

Liliana Junqueira de P.Donatelli

Autor

Bióloga, Mestre em Saúde Coletiva, Coordenadora do Projeto Biossegurança em Odontologia, e mais recentemente do Projeto Biossegurança Beauty& Body Art, ambos patrocinados pela Cristófoli. Já ministrou mais de 500 palestras sobre o tema Biossegurança em Saúde e participa ativamente de entidades dedicadas ao Controle de Infecção em Saúde e Interesse à Saúde. É consultora em Biossegurança em Saúde da Cristófoli.

2 Comentários

  1. Estive hoje no posto para levar minha mãe para tomar vacina, como cuido de meu pai de 86 anos e não anda, pedi para tomar a vacina como fiz ano anterior, Ocorre que a diretora disse que ainda não está liberado para cuidador. Indaguei sobre essa norma e nada foi informado, Realmente é assim o procedimento? Existe período para quem cuida de idoso? Obrigada.

    • Tânia
      Saúde pública é uma ginástica, ainda mais nos tempos de hoje com crise e falta de dinheiro e recursos. O cuidador tem direito à vacina, mas a regra é privilegiar os grupos de maior risco primeiro, idosos, gestantes , crianças, doentes crônicos etc. Pode ser que nesse momento estivesse com muita demanda e pouca vacina, a pessoa que atendeu teve que fazer uma escolha (possivelmente já decidido pela direção do serviço)…A regra esta perfeita, embora com certeza tenha causado a você um desconforto de ter que voltar ao posto e não tenha sido a melhor escolha para seus pais. Mas em termos de saúde pública é o que temos que fazer. Sugiro que você volte para verificar a disponibilidade, ta;vez eles tenham um calendário baseado no planejamento de recebimento dos lotes.
      Abraços
      Liliana

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.